Luz do alto

Você está dirigindo, entra numa grande reta e percebe que o veículo que vem no sentido contrário está com luz alta.Qual a reação?
Uma das mais comuns é dar um sinal de volta, alertando. Mas se não houver mudança, e dependendo do nosso grau de irritação, podemos, no melhor estilo 'justiceiro da estrada', retribuir a gentileza.

Você provavelmente ficou imaginando a cena acima numa estrada em noite escura, não? Mas e se o episódio fosse de dia?
Ah, ai muda tudo. A mesma estrada, o mesmo carro, o mesmo chato que não baixa a luz mas...o sol no meio do céu. Aí, não há perigo. Agora o chato não incomoda mais. Agora a estrada pode ser bem enxergada. O fulano poderia aumentar 10 vezes a intensidade do farol que o luminoso celeste ganha. Uma luz alta muito mais Alta.


Tentar enfrentar a noite de sua estrada sozinho é bem mais perigoso. E qualquer problema com luz alta insistente no sentido contrário pode cegar, ou pior, sair da estrada e bater.

Quando dependemos só do nosso farol, qualquer luz alta pode nos cegar.
Quanto a luz mais forte vem do alto, a luz alta mal consegue incomodar.

Com a luz do alto presente, a luz alta não some. Continua lá, igual. Só que agora, não pode mais cegar nem fazer parar. Porque a estrada fica clara. Como conseqüência, a viagem fica mais segura, o coração fica mais tranqüilo. E o ponto final, deixamos aos cuidados Dele.

Porque só Deus sabe onde vamos parar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida