Calculadora e régua

De todos os objetos, figuras e imagens que podem existir no céu, segundo nossa imaginação possa supor, um eu tenho quase certeza que não tem: calculadora.
Deus não faz contas.

_Ontem, você fez tanto de bem, mas também tanto de mal. Saldo:....

_Só tenho x bênçãos pra hoje, então, x bênçãos dividido por y pessoas =

_Não repartiu com o próximo? Bom, multiplicando pelas vezes em que você foi ingrato, o resultado é...

_Ganhou promoção, menos fofoca do colega, fica....

Deus não faz contas, nem faz de conta. Não usa calculadora. Na verdade, o que Ele tem é uma régua, chamada perdão, que é passada no final da página, sempre que o arrependimento e fé acontecem. Aí, nos remete à proxima, em branco, pronta pra recomeçar.
Algo que, por sinal, é único no cristianismo, a afirmação de que não Deus faz cálculos, nem contas, para permitir que alguém alcance um novo estágio. Ao contrário, Ele é quem vem pra perto e nos conta como parte da família da fé.

E esse Pai que dispensa calculadora, eu tenho a impressão, adoraria que nós jogássemos a nossa calculadora fora. Ao menos aquela que insiste em ficar somando, multiplicando, aumentando. "Ah, é ele me fez isso aquela vez, e aquela outra, e também tem aquela". Pensando bem, aonde nos leva este tipo de cálculo de multiplicação de mágoa? Bem...até sabemos. Uns desses lugares costumam clinicas e leitos de hospital.

Troque a calculadora pela régua. Não é fazer de conta, é fazer a conta certa. Recomeçar e começar a somar o que realmente pode multiplicar nossa vida.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida