Acima da média

"Pessoas que têm pouco conhecimento pensam que sabem mais do que outras com conhecimento muito maior". Esse é o resumo da pesquisa que resultou no "Efeito Dunning-Kruger", em homenagem a seus autores, de que tomei conhecimento através do Querido Leitor. Normalmente, como diz a pesquisa, quem sabe menos, fala mais, e quem sabe mais, ostenta menos. Há uma tendência de o incompetente se julgar mais competente do que quem é. E do ignorante sentir-se mais seguro ao falar do que o sábio. Tudo bem, Dunning e Kruger ganharam o prêmio IgNobel 2000 em Psicologia (dado às pesquisas consideradas mais extravagantes ou "inúteis"), mas que é interessante, é. A gente fica com a sensação de "mas que os caras têm razão, têm".

Conhece-te a ti mesmo, como aconselhou Sócrates, não tem nada de fácil. Uma matéria difícil de tirar nota boa (de verdade, e não que nós mesmos atribuímos). Uma tarefa difícil de fazer bem feita (objetivamente falando, e não segundo nosso critério de avaliação). É... complicado a auto atribuição de juízo sem pensarmos, nem por um momento, que somos pessoas acima da média, não?

Mas a matemática nos destrói. Estatisticamente, é impossível a maioria ser acima da média, uma vez que a média aritmética divide ao meio o todo. No máximo, metade menos 1 podem estar acima dela.
(Alguém da matemática me confirma, ou me desmente?...)

"Não pensar de si além do que convém" já está escrito na Bíblia, mas segundo Dunning-Kruger, a maioria de nós não consegue ler. Ou somos analfabetos funcionais.
Mas claro, bem menos que a maioria...

O efeito Jesus-Cristo é um ótimo antídoto para este outro menos famoso. Primeiro, Ele não faz média com ninguém, coloca todos na mesma condição - todos são imperfeitos, sem exceção -, para, então, oferecer o mesmo lugar a todos: O privilégio de ser filho de Deus, pela fé. O que significa estar acima do medo. E também da tristeza, angústia e falta de esperança.

Neste caso, como vemos, a matemática perde a força. Podem ter acesso a essa alegria não apenas a metade mais um, mas a metade mais a outra. Todos. Pois este não é um caso de "se achar". É de ser mesmo. Palavra Dele, que está acima de todos.
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida