compreensão

A explicação costuma acontecer com certa freqüência. Diante do sucesso alheio, dos bons resultados de alguém, especialmente da mesma área, ela aparece quase por impulso.

_Bom, mas vocês têm todos esses recursos.
_Eu vivo em uma realidade muito difícil. Se tivesse o mesmo que você tem, também conseguiria isso.
_Se eu tivesse o dinheiro que você tem, também faria chover pra cima.
_Qualquer um no seu lugar faria o mesmo.
_É, mas você não tem o chefe que eu tenho.
_Será que você tem tanto trabalho quanto eu?...
_Você deu sorte...

Quase tudo é mencionado. Menos talento, esforço individual, bom uso da capacidade que Deus deu. Administração do tempo e das habilidades que permite usar ao máximo o potencial. Uma boa dose de doação, de trabalho extra, e principalmente visão do todo e comprometimento com o mais importante.

Referir-se a alguém com reconhecimento e elogio sincero, especialmente do mesmo campo de atuação, não é capacidade de muitos. E é um esforço de poucos. É mais fácil atribuir o sucesso alheio a fatores externos, ou à sorte da conjugação de determinadas circunstâncias. Ou quem sabe até ao clima, que sempre está mais agradável onde o outro trabalha.

Não dá pra mudar o que os outros pensam. Mas dá para não dar tanta atenção pra isso. Se Deus deu talento e capacidade, entregou junto um bom pacote de responsabilidade. E cabe a você abri-lo e fazer bom uso, para gerar os frutos que conseguir. Se alguns não vão entender o todo... paciência. Ou os resultados do trabalho vão falar por si. Ou talvez não valha a pena gastar tempo com alguém cujo universo termina pouco além do que consegue enxergar.

O Criador do Universo é a melhor referência de trabalho constante, dedicado e aproveitado ao máximo. A Obra Perfeita que deu nova vida à humanidade, nos inspira não a buscar a perfeição, mas a persistirmos em buscar o nosso melhor.

E nos ensina também paciência e tolerância. Afinal, muitos que já esqueceram de ir em frente, um dia podem ser inspirados a voltar a caminhar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração