Pedido


Fonte da imagem.

Ricardo trabalhava numa loja de calçados e estava feliz com a venda daquele dia, um tênis dos mais caros. A comissão seria boa.
Entretanto algum tempo depois de o cliente ter ido embora, notou o grande erro: entregou um pé de cada número. Isso significaria dois pares perdidos. Um enorme prejuízo, que sobraria para ele pagar.

Estava há pouco tempo no trabalho e precisava muito. Mas sabia que não conseguiria pagar. Pensava em pedir demissão.

Meio desesperado, até, foi para os fundos da loja e pediu. "Pai, só tu podes me ajudar nessa". mas, mesmo tendo feito uma oração, sabe como é, a gente acha difícil que situações assim sejam revertidas.

Resolveu, no dia seguinte, ligar para o cliente, numa última tentativa de salvar o emprego. Atendeu o cliente, que disse: "que bom que você ligou. O tênis que comprei está com a sola soltando. Não sei o que fazer'.

Ricardo conteve-se para não gritar "eu sei!". Calmamente, solicitou: "Por favor, venha até nossa loja que eu faço a troca pra você".
No dia seguinte o rapaz apareceu, entregou o tênis 39, que estava estragado, e recebeu o outro pé 38.
O cliente foi pra casa feliz.
Ricardo foi pra casa empregado.
E agradecido.

Não inventei esta ilustração. Ela aconteceu, de fato.
E reforçou a certeza de nunca subestimar o poder de uma oração. Pois quem está do outro lado ouvindo, Deus, é o próprio Poder em pessoa.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração