Equilíbrio

Hoje faz 24 anos que aprendi a andar de bicicleta. Naquela tarde de 7 de março de 1983, em Maripá, oeste do Paraná, pedalei pela primeira vez com a velocidade adequada e com o equilíbrio necessário para não mais cair(coisa que já me acontecera diversas vezes antes).

Velocidade e equilíbrio são também dois componentes essenciais para que a vida possa seguir. O primeiro nem precisamos buscar, já está aí. Nosso mundo não para mais nem pra ir ao banheiro, é viagem contínua em alta velocidade. O outro, entretanto, não vem tão facilmente. Aliás parece que o companheiro mais freqüente da velocidade do mundo costuma mesmo é ser o desequilíbrio.

Por isso, Deus quis equilibrar seu Filho no alto de uma cruz. Para nos dar a certeza de que a velocidade não precisa nos matar. A rapidez não precisa nos enlouquecer. Podemos conjugar velocidade e equilíbrio para aprendermos a pedalar com segurança, guiados por Sua mão, seguindo por Sua estrada. E uma das formas de sentir isto é vermos que estamos neste mundo, mas não pertencemos a ele. Pertencemos a Deus, que nos dá condições em fé de vivermos com rapidez, mas amparados por seu amor.

Equilibrar-se apoiado pelas mãos de Deus é usar a velocidade a nosso favor. E é poder aprender sempre, tudo o que pudermos.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça