Caminhando junto

No museu, Sara sugeriu ao namorado:
-João, vamos perguntar para aquele homem onde fica a galeria que queremos visitar.
-Claro, vamos perguntar sim. Mas não para ele. Vem comigo.

Caminharam mais um pouco e então João disse:
-Vamos perguntar para aquele cara ali.
-Mas por que ele? O outro também trabalha aqui.
-Sim, mas tem uma diferença. Eu o conheço e sei que ele não apenas diz para onde você deve ir. Ele caminha até lá com você.

Com quantas pessoas você poderia contar para caminhar junto? Quando você ficar doente, quando está cansado. Quando acabou de romper um relacionamento. Quantos deles fariam mais do que dizer algumas palavras?

Nesta hora, como damos valor a um amigo que simplesmente fica perto, não? Mesmo que nem diga uma só palavra. É o momento em que precisamos mesmo é de alguém que caminhe conosco.

Esse cara é Cristo. Ele diz um monte de coisas legais, sim, nos dá muitas informações sobre a vida. Mas o principal é que ele caminha com você, não importa aonde você precise ou queira ir. Se é para longe da depressão; para superar uma limitação. Para sair de uma crise. Para voltar para perto de alguém. Pode apostar que ele vai caminhar o tempo inteiro lado a lado. E também com muitas palavras legais, de ãnimo e de coragem

Precisa de companhia? Chame o Amigo. Ele vai junto o caminho inteiro
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça