Transferência

Depois de vários meses já bastante doente, ontem minha sogra foi transferida. Da Igreja de cá para a Igreja de lá. A luta dela terminou no início da manhã desta segunda. Agora, para ela, alegria e tranqüilidade que não mais vão acabar.

Já quem fica, sabe que a luta não para. A Dje, minha esposa, os familiares e amigos. Transferências de cidade, de casa, de dinheiro, de trabalho. Vida movimentada, mesmo convivendo com um certo vazio.

Entretanto estas, apesar de ocuparem bastante do nosso tempo, no fim, não são as que mais contam. A transferência de carinho, olhar, compreensão. A transferência de um para o outro de fé, de vida, de amparo. São estas as que realmente sustentam alguém que passa pela transferência final de alguém querido. Só não dá pra fazer a de responsabilidade. O papel de continuar recebendo e servindo, numa espiral ascendente de amadurecimento e crescimento até o último suspiro continua sobre nossos ombros, mãos, pés e coração.

A sua transferência final ainda pode estar longe - espero. Mas a transferência de amor, cuidado e carinho que Deus tem para sua vida estão sempre perto. Bem perto, e de diversas formas. Hoje, agora. Pessoas que ligam, mandam recado, ou se fazem presentes. Abraçam. Choram junto. Riem e animam. Compartilham. Este é o Pai espetacular que temos,
fonte segura para uma vida cheia de fé, ânimo e sustentação para o caminho.

Força que Ele te dá sempre. Até o último segundo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração