quinta-feira, outubro 19, 2006

Pare


O que você faz diante da placa "pare", no trãnsito?

Pergunta meio estranha, não? Nem tanto. Você conhece alguém que para mesmo diante daquela placa octogonal? Quase todas as pessoas que vejo reduzem, olham para os lados e seguem em frente. 'Pare' mesmo, é raro.

No trânsito tudo bem, existem as justificativas. Dá pra enxergar de longe se vem alguém. Não tem porque parar totalmente em muitos casos. Vai causar tumulto e engarrafamento. Mas tem horas em sua vida que Deus deixa o aviso bem claro: "Pare". São aqueles momentos em que você sabe que precisa interrompere um vício, uma atitudes, um jeito de tratar o outro. Precisa parar de falar o que não constrói, olhar para o que cega e seguir a quem distrai.

Neste caso, não parar pode ser mais do que correr o risco de bater. Pode ser o risco de não conseguir mais dirigir - ao menos não na rua certa. Olhe bem para o aviso Dele e pare mesmo. Ele usa pessoas, gestos, palavras. Sinais, lembrando que ir além do que os princípios corretos permitem é praticamente avançar uma via de quatro pistas.

Quando vir a placa, pare. No trânsito também, se der. Mas na vida, especialmente, mantenha-se na estrada da fé Nele e atento às orientações. Vale a pena gastar um pouco mais o freio e a embreagem agora, para poder acelerar um pouco mais depois.

Fonte da imagem

Postar um comentário