Câmbio

Fonte da imagem

Hoje é dia da esperada decisão da Libertadores da América. Os gaúchos torcendo para o Inter (bem, nem todos, é certo...) e os paulistas tentando reverter o resultado da quarta passada. Eu, sinceramente, como não sou anti-colorado, acharia legal se o Inter ganhasse.

Mas o que quero perguntar é o seguinte: você acredita na história de que muitos dos menos favorecidos que agem de maneira errada estão apenas reagindo à desigualdade social, o que leva muitos pobres a agirem contra os ricos, por serem explorados, por causa da concentração de renda, e tal?...
Pois veja o que aconteceu em Porto Alegre em função deste jogo.

Cambistas pagaram papeleiros para irem para a fila comprarem ingresso, em troca de, digamos, 10 ou 20 reais. Estes foram, compraram e, na hora de receber, o que acontece? O pobre rouba o mais pobre. O pobre não paga o miserável. O ser humano mostra sua cara: alguns cambistas não pagaram o que prometeram.

Neste assunto, a Bíblia tem algo a dizer. Não é o dinheiro que nos faz maus, nem a pobreza que nos purifica. Um e outro podem contribuir para agravar ou melhorar o quadro. Mas o fato é que o ser humano tem o erro, a maldade dentro de si. E se não for transformado de dentro pra fora, não tem dinheiro, fachada ou cara de coitado que ajude. A paixão e a cobiça vão predominar. Vão instigar a maldade básica, lá no fundo, e, nessa hora, todos querem marcar gol, de placa ou de mão.

O único cambista 100% confiável é Jesus. Ele troca maldade por perdão, erro por correção. Troca o que de pior nós temos, pelo melhor que Ele quer nos dar. E não cobra 10 vezes o preço, como os cambistas perto do Beira-Rio estão fazendo. A fé nele faz este câmbio gratuito e automático. .
5 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração