Pseudo alguma coisa

Desmerecer o argumento de alguém sem uma razão coerente; não passar por tão desentendido e tentar fazer o outro parecer ignorante; ou simplesmente tentar aliviar uma certa ignorãncia diante considerações que deixam sem resposta. Jà há algum tempo, existe uma palavra para utilizar em todas estas situações: chamar o interlocutor de 'Pseudo-intelectual".

Qualquer coisa na expressão do outro que não feche com as idéias pessoais pode ser o alvo do disparo. Fazer aspas no ar, colocar aspas no texto, criar novas expressões, tentar usar palavras diferentes. Utilizar o gerundismo ou mencionar fontes "duvidosas", como revistas semanais, pode ter ainda o acréscimo de "de quinta" logo após o honroso título. Ou seja, decretar o fim da capacidade de dialogar.

Dentre tantas traduções possíveis para o uso de "pseudo-intelectual", a mais provável parece ser: "Alguém que não pensa exatamente como eu". Ou ainda: "alguém que não sabe utilizar as palavras e expressões que eu gostaria de ouvir". Este parece ser o caminho mais rápido para a falácia da fonte, isto é, desmerecer o argumento em virtude da pessoa que o emitiu (como se, por um corrupto dizer: "a honestidade é uma virtude", isto deixasse de ser verdade, por exempo). Uma tentativa de diminuir a distância, de nivelar. Por baixo, mas nivelar.

A necessidade que este recurso revela passa por alguns itens, o principal deles, auto-crítica. A falta de auto compreensão gera incompreensão; a insegurança e o medo internos projetados no outro. Uma pena, pois barreiras como essa impedem a essência de um diálogo que leva além do unilateralismo e da arrogância do "eu é que sei", "eu sou assim", "meu ponto de vista é esse, fazer o que?". Pseudo-certezas que levam a uma iminiente queda. Verdadeira.

A verdade é que todo mundo é pseudo-alguma-coisa. A fragilidade e a dificuldade do ser humano revelam que, de fato, ele precisa mesmo do Deus verdadeiro, para aprender a usar uma boa dose de verdade para consigo mesmo, e maior ainda de compreensão, sem pseudo-convicções e pseudo-sinceridades. Estas, são pseudo-ajudas. Compreensão, ajuda de verdade.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida