Pré-mensalão


A publicação do "Evangelho de Judas", um documento do 3º ou 4º século, que é provavelemente cópia de um original do ano 150 dC, inverte o jogo e diz que ele, o Iscariotes, pode na verdade ter sido o favorito dos apóstolos, pois foi através dele que Jesus pôde salvar a humanidade. Idéia que os gnósticos ja defendiam desde o Século I.
Notícia do Terra, citando a BBC.Brasil.


Pena que Judas não está mais vivo, se não poderia dar seu nome à Comissão de Ética para ser julgado pelo plenário da Cãmara, em Brasilia. Pois por lá, pelo jeito, aceitar dinheiro para trair princípios não parece ser algo digno de reprovação.
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração